Home » » 1ª Audiência Pública sobre Prevenção e Enfrentamento a Violência Contra as Mulheres

1ª Audiência Pública sobre Prevenção e Enfrentamento a Violência Contra as Mulheres

Postado Por: Dj Padiin Santos As sexta-feira, 22 de março de 2013 | 07:31

Compartilhe este artigo: :

Realizada pela Secretaria de Mulheres do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Serra Preta - Bahia, juntamente com as organizações parceiras: Associação dos Agentes de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Rural e Urbano de Serra Preta e Movimento de Organização Comunitária- MOC.
O Evento teve participação da sociedade cívil organizada representada pelas associações, sindicatos e igrejas, representantes do poder legislativo: vereadora Vilma do Peixe e Vereador do PT Sérgio Moreira, representante da Secretaria de MUlheres e Juventude do STR Margarene, presidente do STR Braquistone Vagno, representante da Secretaria de Ação social, advogada Flávia, representante do Conselho Estadual de Mulheres e membro do núcleo de Gênero do MOC Selma Glória, representante da Igreja católica Irmã Iêda, representante do partido dos Trabalhadores Karine Moreira, diretores, professores e alunos das escolas estaduais do município, representante do Sindicato dos Agentes de Saúde Rute etc.
Na oportunidade foi refletido e debatido as questões históricas relacionadas as relações de gênero, os dados e as diversas formas de violência pelas quais as mulheres tem sofrido, bem como a necessidade da aplicação da lei Maria da Penha.

Foi apresentado também um trabalho de pesquisa de campo sobre a violência sofrida pelas mulheres Serrapretenses pelas técnicas de enfermagem Eliana e Railda, onde as mulheres deixam claro que um dos principais fatores de se submeterem a violência dos seus companheiros é a dependência financeira.
Ao Final do evento os participantes da mesa institucional e demais entidades se comprometeram com a construção de politicas públicas de inclusão para as mulheres, principalmente as de geração de emprego e renda, necessidade de acessar as políticas publicas de assistência as mulheres para o enfrentamento da violência, suporte profissional de atendimento psicológico, mobilização e organização para fazer valer a aplicação da Lei Maria da Penha dentre outras iniciativas através das secretarias de Estado e órgãos federais.

Legalmente o que temos no Município é o Pré-projeto de Lei que cria o Conselho Municipal de Defesa e Direito das Mulheres de autoria do Mandato da Luta Coletiva do vereador Sérgio Moreira. (Karine Ribeiro e Serra Preta Noticias)